Páginas

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Exposição | Retroatividades


Interpretação retroativa

A ciência e a filosofia ou a religião e a arte só criam interpretações da realidade, pela fusão na mente de imageriais da razão e imaginais do intelecto, pelo que o cultivo da investigação científica me levou à execução artística.
Esta mostra de retroatividades indica como o meu senso de estética migrou de geometrias simbólicas para arquétipos naturalistas, quando a jubilação universitária me fez declinar do cientismo tecnológico para o simbolismo artístico.
Nesta evolução, a assinatura do investigador Hermínio Duarte-Ramos, formulada pela cultura alemã para identificar o nome pessoal apenas com duas palavras, mudou para Hermínio Duarteramos, com vista a interpretar a integração dos pais na germinação da vida, seguindo a sistémica que me levou como Hermínio à interpretação da complexidade.
A retroação, positiva e negativa, no crescimento e no equilíbrio, tem sido a principal fonte de inspiração, emergente das raízes de onde nasci: faço o que faço porque a ciência e a arte se fundem no meu ego profundo, pela cienciarte da exatidão das funções com a arte das formas.
Assim, em expansão sob controlo, sou o que sou no universo, à procura da perfeição que inova a ciência pela arte até à verdade, que é o fim liberto no simbolismo quântico das ondas primevas, interpretadas pelas “novas gnoses” na construção do futuro com o passado à frente.
Eis o objetivo de ver o caminho nesta mostra de retroatividades.

Hermínio Duarteramos
hduarteramos@gmail.com

















17 de Setembro a 18 de Outubro de 2012
2ª a 6ª feira | 09:00h às 20:00h
Sala Multiusos da Biblioteca FCT/UNL
Inauguração: 17 de Setembro de 2012 | 17:30h

Sem comentários:

Enviar um comentário