Páginas

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Exposição | Teatro aberto no campus: Bertolt Brecht relembrado


TEATRO ABERTO no CAMPUS
Bertolt Brecht relembrado
16 Janeiro a 28 de Fevereiro

2ª a 6ª feira | 09:00h às 20:00h
Sala de Exposições da Biblioteca da FCT/UNL
Inauguração: 16 de Janeiro  | 17:00h

 Sala Multiusos



Bertolt Brecht na Biblioteca da FCT- NOVA


Bertolt Brecht - Nota biográfica 
Eugen Bertolt Friedrich Brecht (10/2/1898, Augsburg, Alemanha - 15/8/1956, Berlim, Alemanha) foi um poeta, romancista, dramaturgo e teórico renovador do teatro moderno de nacionalidade alemã. 

De família burguesa, Brecht estudou Medicina e trabalhou como enfermeiro num hospital em Munique durante a Primeira Guerra Mundial. Em 1922 estreou sua peça "Os tambores da noite", pelo qual recebeu o prémio Kleist (prémio literário anual alemão). Na mesma época, conhece Erich Engel, diretor de cinema e teatro, com quem veio a trabalhar até ao fim da sua vida. Seu primeiro sucesso é alcançado com a peça Im Dickicht der Städte (Na Selva das Cidades), protagonizado por Fritz Kortner e dirigido por Engel. 

Em 1927, Brecht conhece o músico Kurt Weil, e dois anos depois a parceria renderá talvez sua obra mais popular, a "Ópera dos Três Vinténs" (Die Dreigroschenoper, cujo número musical de abertura, "Die Moritat von Mackie Messer" se tornaria um dos grandes standards do jazz norte-americano pela mão de Louis Armstrong, com o nome de "Mack the Knife"). O período é de grande produtividade para Brecht, que sempre coloca uma incisiva crítica social em suas obras, além de um humor cínico, que causam escândalo na República de Weimar. São destaques dessa época de grande produtividade "A Mãe", "Homem por Homem", "Ascensão e Queda da Cidade de Mahagonny", "Happy End", "Santa Joana dos Matadouros", entre outras. 

Com a ascensão do regime nazista, Brecht sai da Alemanha rumo à Suíça, depois para a França e finalmente Dinamarca. São desse período as peças "Terror e Miséria do Terceiro Reich," "A Vida de Galileu" e "Mãe Coragem e seu filhos". Com a invasão da Dinamarca pelos alemães, refugia-se finalmente em Nova York, em 1941, e pouco depois passa a trabalhar em Hollywood. Em 1947, retorna a Berlim, em 1948, na parte reservada à Alemanha Oriental. Ali funda, e a partir de 1949, dirige, conjuntamente com sua mulher o Berliner Ensemble, companhia teatral onde se encenavam principalmente suas peças. Dois anos antes de sua morte por ataque cardíaco, o dramaturgo iniciou a publicação de suas obras completas. 

Considerado um dos autores mais importantes do século XX, Brecht dava grande importância à dimensão pedagógica de seu teatro, que caracterizam-se pelo cunho narrativo e descritivo, apresentando os acontecimentos sociais procurando ao mesmo tempo entretar e fazer refletir. Não se limita a explicar o mundo, se dispõe a modificá-lo. Suas principais influências foram Constantin Stanislavski, Vsevolod Emilevitch Meyerhold e Erwin Piscator. Além de dramaturgo e diretor, foi notável a dedicação de Brecht ao método de interpretação do teatro épico. 

Informação retirada aqui: http://www.infoescola.com/biografias/berthold-brecht/

Sem comentários:

Enviar um comentário